Pular para o conteúdo
« Voltar

Circular FGCoop n º 002 redefine procedimento para envio de demonstrativos mensais dos saldos das contas objeto de garantia

Divulgada a Circular FGCoop nº 002, de 6 de março de 2018, alterando a Circular nº 001, de 10 de abril de 2014, no que se refere à planilha para envio, pelos bancos cooperativos e pelas cooperativas de crédito, dos demonstrativos dos saldos mensais das contas objeto de garantia.

A alteração deve-se ao início do processo de informatização do recebimento e controle das informações relativas às contribuições ordinárias, para o que é necessária a manutenção de padrão nas informações dos saldos das contas objeto de garantia. Desta forma, os demonstrativo mensais dos saldos dos títulos e subtítulos do Cosif que correspondem às obrigações objeto de garantia devem ser enviados conforme padrão da planilha anexa à Circular, com preenchimento de todas as linhas com os dados atualizados da cooperativa e sem exclusão de colunas.

A estruturação tecnológica para recebimento, tratamento e divulgação de informações está ligada ao objetivo de gestão de "garantir estrutura tecnológica e segurança em TI",  conforme plano estratégico para 2018 – 2022 (disponível em www.fgcoop.coop.br/plano-estrategico-2018-2022).

Leia a mensagem do FGCoop às instituições filiadas:

"Às instituições associadas ao FGCoop

No dia 8 de novembro, durante o Fórum de Cidadania Financeira do Banco Central realizado em Vitória/ES, foi divulgado o plano estratégico do FGCoop para 2018 – 2022, disponível em nosso site (www.fgcoop.coop.br/plano-estrategico-2018-2022). Ligado ao  objetivo de gestão de "garantir estrutura tecnológica e segurança em TI", um dos projetos estratégicos a ser conduzido em 2018 é o de a estruturação tecnológica para recebimento, tratamento e divulgação de informações.

Para início do processo de informatização do recebimento e controle das contribuições ordinárias,  precisaremos manter um padrão nas informações dos saldos objetos de garantia. Desta forma, solicitamos que os demonstrativo mensais dos saldos dos títulos e subtítulos do Cosif que correspondem às obrigações objeto de garantia sejam enviados conforme padrão da planilha anexa. Todas as linhas devem ser preenchidas com os dados atualizados da cooperativa e as colunas correspondentes às contas que não possuírem saldo devem ser deixadas em branco e nenhuma coluna deve ser apagada da planilha, conforme alteração feita na Circular 001/2014 pela Circular 002/2018, anexa.

Relembramos  termos da Resolução nº 4.284/2013, do Conselho Monetário Nacional, da Circular nº 3.700/2014, do Banco Central do Brasil, e da Circular 001/2014, do FGCoop:

  1. o demonstrativo mensal dos saldos dos títulos e subtítulos contábeis do Cosif que correspondem às obrigações objeto de garantia deve ser enviado ao FGCoop até o dia 20 de cada mês e o recolhimento da contribuição ordinária, efetuado até o dia 25 do mesmo mês; caso o dia 25 seja sábado, domingo ou feriado na sede da instituição associada ao FGCoop, o recolhimento deverá ser efetuado no dia útil anterior.;
  2. o atraso no recolhimento das contribuições devidas sujeita a instituição associada ao acréscimo de 2% (dois por cento) sobre o valor da contribuição e atualização com base na taxa Selic, calculada sobre o valor da contribuição e também sobre o valor do acréscimo de 2% (dois por cento);
  3. o recolhimento das contribuições e do acréscimo deve ser processado, preferencialmente, no âmbito do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), por meio do Sistema de Transferência de Reservas (STR), por Transferência Eletrônica de Documentos (TED), utilizando Finalidade 131 - FGCoop - Recolhimento Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito; podendo ser processado também por meio de documento de crédito (DOC) ou depósito identificado por meio do CNPJ da cooperativa (e não por CNPJ ou CPF de terceiros).

Os normativos acima citados estão disponíveis em nosso site:  www.fgcoop.coop.br

Agradecemos a sua colaboração para aprimoramento dos trabalhos do FGCoop."


O que é FGCoop?

  • Um fundo garantidor único para todas as cooperativas de crédito captadoras de depósito do país.
  • Mais segurança para os associados depositantes e investidores - o FGCoop atuará na proteção dos depósitos nas cooperativas singulares e nos bancos cooperativos.
  • Mais segurança, credibilidade e competitividade - É o que ganha o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC) com a criação do FGCoop.
  • Diferencial - Além de terem a mesma garantia de depósitos dos bancos comerciais, os associados contam com um atendimento personalizado - pautado pelos princípios e valores do cooperativismo.

Comunicado importante

O Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito – FGCoop alerta que NÃO é uma instituição financeira, não atua na concessão ou intermediação de empréstimos/financiamentos a pessoas físicas ou jurídicas em qualquer modalidade. Portanto, ninguém é ou está autorizado a, em seu nome, oferecer tal tipo de serviço ou operação.

Boletim Mensal do FGCoop

Acesse os Boletins Mensais do FGCoop, clique aqui.

Relatórios do SNCC

Acesse os Relatórios Trimestrais do SNCC, clique aqui.

Calendário

Instituições Associadas:
atenção para o calendário de contribuições!

é o valor que o FGCoop garante por depositante, tanto para pessoa física quanto jurídica.

Essa recuperação pode ocorrer em caso de intervenção ou liquidação extrajudicial.